Produto adicionado com sucesso!
Produto removido!

Sidecar Multiuso

Cores da carenagem
Motos
R$ 4.290,00

ou em até 12x de R$ 381,16 no cartão
ou R$ 4.161,30 à vista com 3% de desconto
Esse produto encontra-se indisponível. Deixe seu contato que avisaremos quando chegar.
    • 1xdeR$ 4.290,00sem juros
    • 2xdeR$ 2.177,23
    • 3xdeR$ 1.458,69
    • 4xdeR$ 1.099,45
    • 5xdeR$ 883,91
    • 6xdeR$ 740,23
    • 7xdeR$ 637,62
    • 8xdeR$ 560,66
    • 9xdeR$ 500,82
    • 10xdeR$ 452,95
    • 11xdeR$ 413,79
    • 12xdeR$ 381,16
    • Parcelado Boletoem até 4x de R$ 1.167,96 no cartão* ou R$ 4.290,00 à vista *juros de 3.50% a.m.
Carroceria para transportar cargas diverças. Chassi e grade confeccionadas em metalon com pintura eletrostática à pó. Assoalho em chapa de polipropileno (6mm) que proporciona resistência e durabilidade, pois não amassa e nem enferruja. Carenagens em fibra de vidro com pintura em gel nas cores: amarela, azul, branca, laranja, preta, verde ou vermelha. Possui dois amortecedores paralelos à roda de liga-leve e outro reforçando a suspensão dianteira, mais o amortecedor de direção. Fabricado de acordo com a lei 12.009 e resolução 356 do CONTRAN. 
Entrega segura de Gás/água, compras de supermercado, peças, material de construção, tintas, bebidas, água, vidros, em fazenda e outras.
Área Útil: Comprimento: 128cm / Largura: 57cm / Altura interna: 33cm
1 ano de garantia.
- O Sidecar não pode ser acoplado em qualquer motocicleta, pois, algumas marcas/modelos não oferecem os pontos de acoplamento necessários para a realização da fixação do Sidecar na motocicleta.

- A adaptação do Sidecar na motocicleta deve ser feita por um mecânico de sua confiança ou por qualquer oficina de motocicletas, autorizada ou independente.

- O Sidecar acompanhar o Kit de acoplamento para ser instalado na motocicleta.

-O Sidecar produzido para uma motocicleta de determinada marca/modelo/tipo/CC/ano, nem sempre serve para ser acoplado em outra motocicleta de determinada marca/modelo/tipo/CC/ano

LEGISLAÇÃO:

- Pelas normas do INMETRO e do CONTRAN o Sidecar só pode ser adaptado em motocicletas a partir de 125CC.

- No Brasil o Sidecar não pode ser adaptado em motocicletas do tipo Scooter, independente de cilindrada ou de fabricante.

- Como se documenta Sidecar?

Há dois passos, um para motocicleta 0 Km ainda não emplacada e outro para motocicletas já emplacadas:

- Motocicleta 0 Km: basta nos informar o número do chassi da motocicleta antes de iniciar o emplacamento, assim faremos a inserção da Carroceria Sidecar no Cadastro Bin da motocicleta e ao fazer o primeiro documento já constará nele a observação da carroceria conforme exige a legislação.

- Motocicleta Emplacada: é necessário pegar uma autorização do DETRAN para passar por Inspeção de Segurança Veicular no INMETRO. Com essa autorização levar a motocicleta com o Sidecar acoplado para a Inspeção no INMETRO mais próximo, onde emitirão a CSV (Certificado de Segurança Veicular). Então retornar ao DETRAN para alteração no CRV.

Fabricado de acordo com a lei 12.009 e resolução 356 do CONTRAN.
- Pelas normas do INMETRO e do CONTRAN o Sidecar só pode ser adaptado em motocicletas a partir de 125CC.

- No Brasil o Sidecar não pode ser adaptado em motocicletas do tipo Scooter, independente de cilindrada ou de fabricante.

- Como se documenta Sidecar?

Há dois passos, um para motocicleta 0 Km ainda não emplacada e outro para motocicletas já emplacadas:

- Motocicleta 0 Km: basta nos informar o número do chassi da motocicleta antes de iniciar o emplacamento, assim faremos a inserção da Carroceria Sidecar no Cadastro Bin da motocicleta e ao fazer o primeiro documento já constará nele a observação da carroceria conforme exige a legislação.

- Motocicleta Emplacada: é necessário pegar uma autorização do DETRAN para passar por Inspeção de Segurança Veicular no INMETRO. Com essa autorização levar a motocicleta com o Sidecar acoplado para a Inspeção no INMETRO mais próximo, onde emitirão a CSV (Certificado de Segurança Veicular). Então retornar ao DETRAN para alteração no CRV.

Fabricado de acordo com a lei 12.009 e resolução 356 do CONTRAN.

Aproveite e veja também